Escolha uma Página

Lima Fraturada que ultrapassou o forame Apical

26/out/2020Remoção de Pinos

Neste caso, enviado por um colega, havia uma lima fraturada que ultrapassava o forame apical. Devido à grande dificuldade de remoção, por ela estar travada no forame, foi necessário usar uma lima Hedstroem com cola. E assim foi possível executar a tarefa de remoção.

Para a remoção de lima fraturada ou qualquer outro instrumento endodôntico fraturado dentro do canal, o mais importante de todos os equipamentos utilizados é o Microscópio Operatório Dental, por proporcionar aumento da visibilidade da área de trabalho. A iluminação potente e ampliação oferecida pelo Microscópio favorece a obtenção de sucesso na remoção de lima fraturada. Enxergar o que está acontecendo é fundamental! Portanto, sem o auxílio do Microscópio é quase impossível obter sucesso, seja qual for a técnica utilizada para remoção do instrumento fraturado.

O segundo equipamento mais importante é o Ultrassom, com grande eficácia na remoção de instrumentos fraturados, desde que você consiga enxergar o instrumento dentro do canal, a fim de direcionar corretamente a ponta ultrassônica sobre o instrumento fraturado.

O instrumento ultrassônico específico selecionado deve ter um comprimento que alcance a obstrução e um diâmetro pequeno o suficiente para fornecer visão direta à cabeça da lima quebrada. Esta ponta de inserção é colocada contra a cabeça do segmento de lima, ativada e movida na direção anti-horária em torno da obstrução.Esse trabalho ultra-sônico utiliza o Stropko Irrigator (stropko.com) com uma cânula luer-lock de 29 ga (Ultradent Products ) para fornecer uma corrente controlada de ar, que serve para soprar a poeira dentinária e manter a visão contínua. 

O objetivo deste método ultra-sônico é trefinar, lixar a dentina e expor 2 a 3 mm do aspecto mais coronário da obstrução, ou cerca de um terço de seu comprimento total. Algumas gotas de uma solução de 17% de EDTA são pingadas no canal e servem como um adjuvante de remoção potente ao colocar uma ponta energizada contra a cabeça de um segmento da lima quebrado. Clinicamente, depois de criar uma plataforma de preparo e expor a cabeça de um segmento de lima quebrado, colocar gentilmente a ponta energizada entre a lima afunilada e a parede do canal afunilado muitas vezes faz com que o instrumento quebrado se solte, desenrosque e saia do canal. No entanto, procedimentos ultra-sônicos podem não ser bem-sucedidos e, nesses casos, um método de remoção secundária será necessário.

Veja esse outro caso complexo de remoção de pino aqui